Tuesday, September 30, 2008

The show must go on

Hoje eu fui num dos shows mais fantásticos da minha vida: Queen + Paul Rodgers. Lembra quando você ouvia "Love of my life" ao vivo e tinha aquele coro cantando a música? Hoje eu fui parte do coro. Não é lindo? E sabe quando o povo bate palmas cantando "We'll rock you"? Também fiz isso. E pulei, e dançei, e cantei! E a foto aí do lado, foi tirada por mim! Adoreeeeeeeeeeeeeeeeeei :) Só faltou o Fredy ;)

Nossa, eu pulei, gritei, chorei. Tirei algumas fotos, que podem ser vistas aqui.

Eu chorei mesmo, ouvindo "The show must go on", então aqui vai ela...




Empty spaces - what are we living for
Abandoned places
I guess we know the score
On and on, does anybody know what we are looking for...
Another hero, another mindless crime
Behind the curtain, in the pantomime
Hold the line, does anybody want to take it anymore
The show must go on
The show must go on, yeah
Inside my heart is breaking
My make - up may be flaking
But my smile still stays on

Whatever happens, I'll leave it all to chance
Another heartache, another failed romance
On and on, does anybody know what we are living for ?
I guess I'm learning (I'm learning learning, learning)
I must be warmer now
I'll soon be turning (turning, turning turning)
Round the corner now
Outside the dawn is breaking
But inside in the dark I'm aching to be free
The show must go on
The show must go on, yeah, yeah
Ooh, inside my heart is breaking
My make - up may be flaking
But my smile still stays on

Yeah yeah, whoa wo oh oh

My soul is painted like the wings of butterflies
Fairytales of yesterday will grow but never die
I can fly - my friends
The show must go on (go on, go on, go on) yeah yeah
The show must go on (go on, go on, go on)
I'll face it with a grin
I'm never giving in
On - with the show

Ooh, I'll top the bill, I'll overkill
I have to find the will to carry on
On with the show
On with the show
The show - the show must go on

Saturday, September 20, 2008

Flores


Ontem, cheguei no Google pouco antes do meio-dia, e recebi uma ligação da recepção dizendo que eu tinha recebido um pequeno presente. Que era pra eu descer para buscar.

Chego eu na recepção, e vejo FLORES! A primeira coisa que eu pensei foi: "isso só pode ser um engano". Enfim, volto para minha mesa, abro o cartãozinho...Era pra mim mesmo! Flores enviadas, com a ajuda das tecnologias, por um amigo no Brasil. Que lindo não?

Enfim, adorei a surpresa, e o meu dia terminou muito melhor do que começou, tenho que dizer. Muitíssimo obrigada, amigo. Adorei a surpresa!

Friday, September 19, 2008

Lavoura

Quatro da manhã
Dor no apogeu
A lua já se escondeu
Vestindo o céu de puro breu
E eu mal vejo a minha mão
A rabiscar
Esboço de canção.

Poesia vã
Pobre verso meu
Que brota quando feneceu
A mesma flor que concebeu
Perdido na alucinação
Do amor
Acreditando na ilusão.

Canto pra esquecer a dor da vida
Sei que o destino do amor
É sempre a despedida
A tristeza é um grão
Saudade é o chão onde eu planto
No ventre da solidão
É que nasce o meu canto.

No ventre da solidão é que nasce o meu canto...

Friday, September 12, 2008

Outgeek me!

Por esses dias, estou fazendo um curso de Unix Internals, com o Kirk McKusick. O curso é super interessante, mas muito muito muito nerd. Enfim, estou me sentindo um pouco normal. Talvez depois desse curso eu não seja mais tãaaaao normal assim.

Enfim, o cara sabe tudo! Tá sendo ótimo :)

Monday, September 8, 2008

O vizinho louco, parte 2

Há um tempo atrás, escrevi sobre o vizinho maluco que eu tinha, que foi a razão primária para que eu me mudasse de Zurich para Richterswil, onde estou agora.

Bom, acontece que, se viver no apartamento não deu certo, pelo menos eu fiz amizade com o David, que é o britânico que me alugou o apartamento. Ontem, estava eu na frente do meu computador, recebo um SMS do David, me convidando para tomar um café. Infelizmente, eu estava escrava oncall, e não pude ir. Aí ele falou que ía me contatar na próxima vez que viesse a Zurich e tal, e me falou que recebeu uma carta do vizinho maluco.

Eu respondi para ele perguntando (eu juro que eu tava brincando!) se o vizinho estava ainda reclamando no barulho. E ele disse que sim! Era exatamente isso!

Pequeno detalhe? Não mora ninguém no apartamento agora....DUH!

O cara era mesmo um lunático...hehehehehe

Sunday, September 7, 2008

Sessão pipoca

Sabe que a Globo oferece, para os residentes no exterior, a opção de assinar a TV Globo Internacional, que é na verdade um TeleNovelas 24 horas. Enfim, pra mim não serve.

Porém, quando eu me mudei para a Suíça, pensei que a tal da TV Globo ía me manter mais próxima das coisas que acontecem no Brasil. Mas na verdade isso não aconteceu, porque eu não assisto televisão, mas enfim...

Paguei a bendita por quase 2 anos, e resolvi me livrar dela. Desde que me mudei para Richterswil, não tinha instalado todos as parafernalhas necessárias para a TV funcionar (precisa instalar uma antena, no tipo Sky ou DirectTV no Brasil). Resolvi procurar alternativas.

Então descobri, por intermédio de uma amiga, uma opção de TV de Portugal, que tinha vários canais de filmes e tal, podia tirar a legenda em português (porque ninguém merece filme com legenda) e era HD. Perfeito né? Quase! Quando o técnico veio aqui em casa fazer instalação, ele me disse que não tem visada para o satélite, a não ser que eu colocasse a antena...no MEIO do pátio!!!

No movies for me!

Saturday, September 6, 2008

Sol e chuva...lerê lerê

Ha! Eu tô de plantão hoje, trancada dentro de casa. Enfim, quando eu acordei, com os primeiros pages do dia, tinha um sol lindo lá fora. Agora, falta menos de 1 hora e meia para o meu plantão acabar, e adivinha?! Sim! O sol se foi, e tá com cara de chuva. Vida de escrava...

Friday, September 5, 2008

Ohrwurm

O idioma alemão tem uma palavra interessante para expressar aquela música que não sai da sua cabeça: ohrwurm. Em português seria como "minhoca de orelha". Enfim, então vou compartilhar a minha minhoca de orelha...

Para quem não ouvir falar da Alexia Bomtempo, ouça ela cantar. Pelo menos para mim, os arranjos são muito bacanas, e a voz suave dela transmite uma paz muito bacana. Tô adorando.

Alexia Bomtempo, esse nome ainda vai ser mais conhecido ;)

Thursday, September 4, 2008

Menina do jornal (Adriana Deffenti)

Eu não sei porque me fiz assim tão séria pra ninguém ver
Nem porque tão poucos podem saber
Que minha alma anda solta nua pelas ruas à procura de alguém
Assim como a tua também deve fazer

Eu não sei porque me fiz assim tão cega sem ninguém ver
Nem porque esses tantos pensam saber
De tudo o que move o que comove ou que escrevo em minhas cartas
se eu não sei escrever!
Se essa menina que me engasga não tem nada a dizer

A menina do jornal não sabe
Daquela que eu sou
Que chora, dá risada e mata
O sonho que criou
A menina do jornal nem quer saber
Da bela que eu sou
Que acolhe, pôe no colo a fera
E afoga o domador
A menina do jornal não sabe

Da louca que eu sou
O fogo da TV não é nada
Além do meu calor
A voz que sai da caixa só vem
Da mãe que me ensinou
Que só no coração se guarda
O amor além do amor

Wednesday, September 3, 2008

Madonna e balanceamento de carga

Até agora não consigo parar de dar risada. É sério. Estava eu lendo a Folha Online, e eis que me deparo com a mensagem sobre a venda dos ingressos do show da Madonna em São Paulo, que, para o dia 20 de dezembro, não exigem cartões de crédito exclusivo do Bradesco. Para quem não sabe, as vendas começam hoje, dia 3 de setembro.

Eu havia lido anteriormente na Folha Online que muitas pessoas estavam tendo problema com congestionamento nos servidores, mas lá fui eu. Como tenho planos de passar o natal no Brasil, pensei que poderia fazer uma paradinha em São Paulo para assistir o show, já que o daqui a Suíça eu não consegui. Quando entro no site principal, eis que me deparo com a seguinte imagem:



Isso é que é balanceamento de carga hein?! Será que alguém da ticket4fun já ouviu falar, mesmo que vagamente, em IPVS ou LVS?

Ainda bem que a tecnologia está aqui para servir os usuários :)

Como eu queria saber quem são os sysadmins da tickets4fun....just4fun!

***************************
Atualizações:
Recebi alguns emails pedindo para explicar melhor o problema ou "funcionalidade" descrita no meu post. Então aqui vai...

Digamos que você tenha um servidor na internet, e este tem capacidade para 50 usuários simultâneos. O seu serviço (neste caso a venda de ingressos) vai funcionar perfeitamente, até que você atinja os 50 usuários simultâneos. Se você tem 320 usuários simultâneos, com simples matemática, você chega a conclusão que precisa de 7 servidores, e vai ainda ficar com folga, já que 7 servidores, considerando que cada um atende 50 usuários, conseguiríamos atender 350 usuários.

Bom, para fazer com que isso funcione, sem que o usuário se sinta um idiota procurando por um servidor não carregado (como no caso no site da tickets4fun), você usa uma tecnologia chamada de balanceamento de carga. São basicamente computadores que vão direcionar conexões para todos os backends, baseados em regras pre-definidas, como por exemplo, "envie a próxima requisição para o servidor que tiver menos carregado agora". Quando os 350 usuários excederem, você pode colocar mais servidores para fazer o mesmo trabalho. Como o usuário na realidade só pede conexão ao balanceador de carga, a expansão da infraestrutura seria transparente, e poderia escalar na mesma velocidade que a equipe de administração de sistemas consegue instalar servidores para executar a tarefa.

O que a ticket 4 fun fez foi ignorar a existência dessa tecnologia, e fazer com que os coitados dos usuários tivessem que fazer o papel de balanceadores de carga, procurando na mão por um servidor livre, ao invés de colocar um computador para calcular e fazer este trabalho automaticamente. Obviamente, o usuário não consegue fazer, manualmente, análise de carga nos servidores para decidir qual o melhor deles no momento, então, a não ser que fosse por sorte, a probabilidade de ir parar num servidor ruim é bem grande. (ainda mais considerando que eles disponibilizaram 25 servidores)

O pior de tudo é que este tipo de tecnologia está disponível em software livre, e sem custos de licenciamento NENHUM!