Thursday, September 4, 2008

Menina do jornal (Adriana Deffenti)

Eu não sei porque me fiz assim tão séria pra ninguém ver
Nem porque tão poucos podem saber
Que minha alma anda solta nua pelas ruas à procura de alguém
Assim como a tua também deve fazer

Eu não sei porque me fiz assim tão cega sem ninguém ver
Nem porque esses tantos pensam saber
De tudo o que move o que comove ou que escrevo em minhas cartas
se eu não sei escrever!
Se essa menina que me engasga não tem nada a dizer

A menina do jornal não sabe
Daquela que eu sou
Que chora, dá risada e mata
O sonho que criou
A menina do jornal nem quer saber
Da bela que eu sou
Que acolhe, pôe no colo a fera
E afoga o domador
A menina do jornal não sabe

Da louca que eu sou
O fogo da TV não é nada
Além do meu calor
A voz que sai da caixa só vem
Da mãe que me ensinou
Que só no coração se guarda
O amor além do amor

No comments: